Time digital
22 de novembro de 2010
1

Montar um setor digital dentro das organizações já uma preocupação para muitos gestores. Nas próximas linhas apresentarei minha opinião de como definir quem e o que cada um vai fazer dentro deste novo setor.

Muitos quando pensam em digitalizar seus departamentos de marketing e comunicação logo vem à cabeça Macs com 8gigas de memória, câmeras de 12megapixels, entre outros aparatos eletrônicos, mas muitos esquecem o principal: mão de obra.

Quanto mais tecnológico for o setor, mais a mão de obra especializada será essencial, ok? Mas qual a formação ideal? Qual a idade adequada desse pessoal? Somente um bando de moleques nerds? Que aptidões eles devem ter? Quais as funções e quantos são necessários?

Vamos começar pela dupla básica de criação: Um designer e um redator que antes criavam juntos panfletos, cartazes, informativos que em muitas empresas eram realizados por uma única pessoa que fazia tudo, desde o layout ao conteúdo apresentado. Em algumas empresas eram necessárias a presença de fotógrafos, cinegrafistas, editores, jornalistas para auxiliar em outras mídias como Jornal, TV institucional etc.

Com o crescimento da web e outras mídias digitais como móbile e estruturas tecnológicas, surge a presença de uma terceira pessoa, o programador. Seus conhecimentos prévios variam de acordo com a necessidade da empresa, pois nem sempre o programador web entende de aplicativos ou aplicações desktop e vice-versa, cada um tem suas especificidades.Com isso temos agora três funções básicas: design, redator e programador, neste caso também em algumas empresas menores as três funções são desempenhadas pela mesma pessoa ou ter parte dela terceirizada por uma outra empresa. Apresentarei aqui separadamente as alterações nessas funções de acordo com meu ponto de vista e como elas podem ser úteis nesse novo setor para as organizações.

O Designer

Criatividade e domínio de softwares de edição já não bastam. Se antes já era difícil ser um bom designer, ter que transmitir a mensagem em um layout de forma eficiente agora tem que ser o designer de interfaces em alguns casos Front-end com conhecimentos de programação também. A palavra chave é “usabilidade”, coisa que eles já conheciam, mas em outras mídias.

Agora o lance é internet, boa parte do produto final é manuseada e alterada pelo usuário/cliente e o designer tem que pensar em toda essa navegação e distribuição das informações na tela, seja ela de um computador, de um celular ou ipad.

Sem falar da publicidade online, banners animados e interativos, alguns até utilizam jogos como recurso de comunicação. Criar storyboards, imaginar e desenvolver inúmeras possibilidades de interação, lembrando sempre que estamos falando de roteiros não-lineares, ou seja, o usuário que dita as regras, você só tem que estar preparado.

O redator virou produtor de conteúdo.

Uma mistura de jornalista, publicitário e relações públicas, pois além da criação de textos para manter os sites atualizados e interessantes, tem que estar preparado para o feedback dos usuários, (que sem dúvida eles darão) que em alguns casos é imediato e em grandes quantidades, seja através do site oficial ou de outras mídias sociais, esse retorno vão de elogios e críticas, duvidas e idéias que completam sua mensagem.

Estar preparado para as respostas antes mesmo de publicar é muito importante e saber chamar atenção diante das milhares de mensagem que surgem a cada segundo também é essencial.

O mundo é multimídia, essa produção de conteúdo necessita de fotografia, vídeos, infográficos entre outras ferramentas de apoio para o texto ou substituição do mesmo. Dependendo do porte da empresa ou do conhecimento dos profissionais responsáveis pela comunicação, pode ser executado pelas mesmas pessoas acima citadas ou o desenvolvimento de um setor inteiro de produção de conteúdo com fotógrafos, animadores, designers, programadores etc.

Como falei, o feedback do cliente/usuário é mais intenso e interfere bastante na imagem da empresa, então surgem outras funções como SAC digital, analista de mídias sociais, RP digital entre outras.

É muito importante ter alguém cuidando da imagem da empresa dentro da rede mundial de computadores, não só pensando nos clientes, mas também com o público interno e como eles interagem por aí usando o nome da empresa.

Já falei de visual e conteúdo, mas como o título descreve, o assunto é time digital, ou seja, envolve tecnologia e aí surge um novo profissional: O programador. Este sempre existiu nas empresas mas no setor de TI, que agora também pertence aos quadros de marketing.Deve-se buscar um profissional ligado a comunicação, que compreenda as pessoas e como elas interagem entre si nas redes, pois esse programador não irá desenvolver um software de controle de caixa que será usado sempre por um único perfil de pessoa e com uma única função, ele vai ajudar a criar um canal de informação que será usado por inúmeros tipos de pessoas e que precisará receber alterações constantes de acordo com a evolução do meio e do público.

Mas meu objetivo não é definir profissões e sim conhecimentos e habilidades que toda equipe deve ter, independente do número de pessoas e suas formações. Design, imagens, textos, vídeos, linguagem de programação, relacionamento com público entre outros são alguns dos conhecimentos a serem adquiridos e para finalizar de nada adianta tudo isso se os integrantes da equipe, principalmente seu líder não possuir cultura digital.

E ai sua empresa está preparada?

 

Graduado em Comunicação Social Multimídia e pós-graduando em Business Intelligence. Possui 11 anos de experiência em marketing digital e em 2017 foi escolhido como profissional referência da Região Norte da Pesquisa Nacional de Profissionais de Inteligência em Mídias Sociais. Atualmente é Supervisor de inteligência na Norte Comunicação e diretor de marketing na Yesbil.

Opine!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comment

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Lia Mesquita and yesbil comunicação, Artur Araújo. Artur Araújo said: Post novo no meu blog, "Time digital", sobre formação de equipe para comunicação digital http://migre.me/2pu3W […]